O dia 31 de outubro de 2010 com certeza estará registrado nas páginas dos próximos livros de história. Pela primeira vez no Brasil uma mulher é eleita para presidente do país, com o dever de comandar o destino dos 190 milhões de habitantes. Embora tenha vencido e alcançado um espaço de destaque no governo federal e nos jornais do Brasil e internacionais, Dilma Rousseff enfrentou uma disputa acirrada com o candidato José Serra do PSDB, que a poucos dias foi atingido na cabeça por uma bolinha de papel e por um rolo de fita crepe.

Vale lembrar que o candidato tucano quando ministro da saúde, de 1998 a 2002, levou também uma ovada na testa, ato realizado por um estudante secundarista. Em julho deste ano, já como presidenciável, mais uma vez Zé foi alvo de outro ataque. Dois ovos foram arremeçados contra ele por um homem em Florianópolis quando tomava um chopp em um restaurante. Desta vez, ele conseguiu escapar.

Serra deve estar triste com o resultado da eleição para Presidência da República, mas talvez aliviado por não se tornar um homem tão público, com compromisso de circular por todo o país e pelo mundo. Desse jeito a possibilidade de ser alvo de ovadas, bolinhas e fitas na testa com certeza está diminuida. Aliás, porque será que sua testa sempre foi um ímã para objetos? Não sei a resposta, mas sabe-se que é algo que não é difícil de se errar.

A presidente de número 40 do Brasil teve mais de 56% de aprovação dos eleitores, contabilizando um total de 55.752.421 milhões de votos. Uma curiosidadade sobre Dilma é que ela também foi a primeira ministra-chefe da casa civil, primeira ministra de minas e energia e também a primeira que disputou uma eleição e alcançou a vitória.

No cenário nacional, dos 27 governadores espalhados pelo país, Dilma tem 16 aliados partidários. Com uma diferença de 12 milhões de votos para José Serra, algumas regiões se destacarem e “mudanças políticas” foram observadas. O norte, nordeste e sudeste deram preferência a candidata, enqaunto que o sul e centro-oeste preferiram o tucano. Considerando os governadores eleitos no segundo turno em alguns estados, chega a 8 o número daqueles que são do PSDB, obrigando a candidata a conviver com a maioria da oposição quando se refere a governantes estaduais.

O segundo turno não reuniu só um marco pela força da mulher, mas uma grande abstenção nas urnas. A maior da nova democracia. Um em cada cinco eleitores não votou. Isso somou um percentual de 21,5% de todos aqueles esperados à exercerem seus direitos e deveres de cidadão. Embora muitos estejam revoltados por não terem a opção de votar em um candidato que possua propostas equivalentes com seus pensamentos, a democracia não pode ser deixada de lado. O comparecimento à urna não obriga o eleitor a escolher entre um ou outro candidato. As opções de anular o voto e também torná-lo “branco” são possíveis. Mais de 4 milhões de pessoas optaram pela primeira opção e aproximadamente 2 milhões e 500 pela segunda. Embora sejam opções do processo democrático, anular e tornar branco o voto, na minha concepção, não fazem parte da democracia. Quem opta por estas ficam em silêncio e proporcionam que outros escolham por você. O indivíduo tem de possuir voz ativa no processo eleitoral, para assim termos um processo participativo, consciente e seguro.

Vamos agora esperar para saber quem Dilma convoca para fazer parte do seu time. Com o técnico mais popular do Brasil, Lula com certeza influenciará nessa escolha. Até a próxima quarta-feira um pronunciamento da nova presidenta sobre sua equipe é esperado. Fiquemos no aguardo.

By Denis Cavalcanti

Sobre Equipe Tudo Isso!

O Tudo Isso! um blog sobre tudo, que explora e divulga todas as possibilidades que o audiovisual oferece. Informação, entretenimento, posts inusitados e você (EM BREVE) ainda pode acompanhar podcasts do nosso programa de rádio. Bem vindo à Tudo Isso! Um blog sobre tudo.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s